O Feijão…o Vilão!

O Feijão…o Vilão!

Desta vez é o feijão. Muitos já assumiram o papel de vilão da inflação. Apenas para citar alguns…a cebola, o arroz, o pãozinho francês, a batata e até o pimentão. Mas o que está por trás deste bafafá em torno do coitado do Fradinho, Carioquinha e Mulatinho? Ou como você quiser chama-lo.

Vejam só! O preço do feijão subiu nada mais nada menos que 58% nos últimos 12 meses! E por 01 quilo, não se paga menos do que 14 Reais nas redes varejistas de alimentação.

2,9 milhões de toneladas de feijão foram produzidas esta última safra, 25% a menos que o consumo projetado para o mesmo período. Resultado de uma colheita fraca por conta do excesso de chuva no Sul, e de seca no Nordeste. E para tentar amenizar essa quebra de produção, até o nosso presidente interino resolveu interferir, liberando a sua importação.

Na real…o que está por trás desta história, é uma das leis mais emblemáticas da Economia, onde a Matemática e os seus queridos números e equações imperaram com força total. A lei da oferta e procura!

Os deuses de economia dizem que nos períodos em que a oferta de um determinado produto excede muito à procura, seu preço tende a cair. Mas, já em períodos nos quais a demanda passa a superar a oferta, a tendência é o aumento do preço. Uma quebra de safra, pela qual estamos passando no momento, ou uma possível concorrência, por exemplo, pode desequilibrar essas relações, provocando o aumento do preço, bem acima dos índices de inflação.

E só estabilização da relação entre essas 02 corriqueiras variáveis do nosso dia a dia, permite que o preço das coisas entre em equilíbrio, e se acomode em valores justos e razoáveis.

Então…quando da próxima vez que você for às compras, no supermercado, na feira ou no mercadinho da esquina, exerça o seu poder de influência sobre as leis de Economia. E saiba que também está em suas mãos…controlar a inflação.

Por agora deixe o feijão de lado e escolha outro grão. Quem sabe, um grão de bico, uma lentilha ou até mesmo uma cevadinha. Mas não queira mal o nosso querido feijão maravilha. Pois amanhã ou depois, ele já não será mais o vilão da inflação. E a tradicional feijoada de quarta-feira, estará de novo no prato do povo. Dados da Vida Real!

Sem comentários

Cancelar